Histórias contadas pelos nossos avós…

Ditados Populares

Ditados Populares – Provérbios

O lume ao pé das estopas vem o diabo e assopra-as.
Cada terra com seu uso, cada roca com seu fuso.
No Entrudo passa tudo.
No Carnaval ninguém leva a mal.

Em Natal salto de pardal
Em Janeiro salto de carneiro
Em Fevereiro já dá o sol em qualquer ribeiro
Em Março igualarço, a noite com o dia, o pão com o charguaço

Em Janeiro sobe ao outeiro e se vires verdejar põe-te a chorar e se vires torrear põe-te a cantar.

Do cerejo ao castanho, bem me amanho;
Do castanho ao cerejo, mal me vejo.

Quem malha em Agosto, malha com desgosto.

Em Agosto ardem os montes
Em Setembro secam as fontes.

Em Abril, águas mil, peneiradas por um mandil.
Maio pardo, S. João claro.
A água em Santa marinha em tulha faz farinha.

Janeiro geadeiro,
Fevereiro farrapeiro,
Março escaravanaço,
Abril águas mil peneiradas por um mandil, todas quantas quizerem vir
Maio pardo,
São João claro,
Valem mais do que os teus bois e do que o teu carro…

No Inverno cresce o pão debaixo da neve como o cordeiro debaixo da pele.
Fevereiro quente traz o diabo no ventre.
Em Março o Sol queima o bebé no regaço e queima a dama no palácio.
Março marçagão de manhã cara de anjo e à tarde focinho de cão.
Água em São João tolhe o vinho e não dá pão e em Santa Marinha até na tulha faz farinha.
Se quiseres um bom nabal pede a Deus que te nasça mal.
Quem faz um filho no bilhó faz a cegada só.

 

  PROMOTOR   APOIO   COLABORAÇÃO  
  azimute   aldeia pedagógica